MV Bill, Adão negro, Bemba Trio enceram o Festival da Música Ilimitada

Escrito por Super User
Categoria: >>>>>> Criado: Quarta, 27 Maio 2015 14:33

Artistas se apresentam na final do projeto que também terá show das finalistas: Ganhadeiras de Itapuã, Efeito Manada, Preto Sábio, Os Agentes, Nouve e O Terreiro.

Dois dias de disputa e festa. Assim será a Final do Festival da Música Ilimitada que nos últimos cinco meses pecorreu os bairros populares de Salvador, junto a Camaçari e Lauro de Freitas. Nos dias 22 e 23 de maio, no Cine Teatro Solar Boa Vista, a partir das 18 horas, o evento apresentara seus finalistas junto a show de grandes nomes como MV Bill, Adão Negro e Bemba Trio, além do DJ Branco. O Festival da Música Ilimitada é promovido pela Odò Produção Cultural, com o patrocínio da TIM e do Governo do Estado da Bahia, através do Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural, FAZCULTURA.

Com 15 anos de estrada, o rapper mais importante do Brasil, MV Bill, fará sua festa em Salvador, no dia 22 de maio. A comemoração do lançamento do primeiro CD do artista faz parte também do encerramento do projeto e contará com as apresentações das bandas finalistas Nouve, Os Agentes e O Terreiro, além do DJ Branco. No local, MVBill tocará o repertório do mais recente álbum que foi batizado de “Vitória Pra Quem Acordou Agora e Vida Longa Pra Quem Nunca Dormiu”. No segundo dia, outras três bandas se apresentam: Ganhadeiras de Itapuã, Efeito Manada e Preto Sábio. Entre os shows de AdãoNegro e Bemba Trio, o júri técnico, formado por nomes relevantes da música nacional, anuncia as bandas vencedoras do projeto.

MV Bill – O rapper já contabiliza 15 anos do lançamento de seu primeiro CD e 27 de iniciação na música. Já em 1988 começou a escrever sambas de enredo para o pai – quatro anos depois, fazia sua estreia em um disco oficial. MV Bill tem cinco álbuns lançados e também é escritor, ator, cineasta, ativista social e fundador de uma das maiores ONGs do Brasil, a Central Única das Favelas. Sua discografia começa em 2000 com o lançamento de “Traficando informação”. Na sequência lançou “Declaração de guerra” (2002), que teve as colaborações de Charlie Brown Jr. e Nega Gizza; “Falcão” e “O Bagulho é Doido” em 2006; “Causa e Efeito” (2010), a coletânea “Retrato” (2011), “Monstrão” (2013).

MV Bill já se apresentou em países como a Dinamarca, Espanha, EUA (Miami e Washington, em um evento da Nat Geo TV) e Reino Unido. Também se apresentou em festivais como o Live Earth (Copacabana, Rio de Janeiro), o Planeta Atlântida (Florianópolis e Atlântida, Brasil), Transmusicales ( Rennês, França), Rec Beat, Ceará Rock e Free Jazz. Em 2005 lançou seu primeiro livro, chamado “Cabeça de porco” e escrito em parceria com Celso Athayde. No ano seguinte foi a vez de “Falcão – Meninos do Tráfico”, editado em livro e DVD, que alcançou enorme repercussão nacional. O terceiro livro se chama “Falcão, mulheres e o tráfico”. Bill e Athayde já trabalham em uma nova parceria literária, dessa vez para contar a biografia de ambos.

MV Bill já foi ouvido por plateias ecléticas, que vão de estudantes a chefes de estado. Ele recebeu em Madri, o Prêmio Internacional de Jornalismo ‘Rei da Espanha’ pelo documentário “Falcão - Meninos do Tráfico”. MV Bill já realizou palestras em escolas públicas, escolas privadas, faculdades e agências de publicidade. Por ter uma característica motivacional, as palestras de MV Bill também já foram solicitadas por organizações como a FIESP, Unimed de Curitiba, Perestroika, Sebrae, Canning House (Londres)... Após o lançamento do documentário “Falcão, meninos do tráfico”, foi convidado pelo então presidente Lula, para realizar uma palestra para os ministros daquele governo.

Adão Negro - Fundado em meados do ano de 1996, o Adão Negro gravou dois anos depois o primeiro disco. Impulsionado pelos amantes do reggae, o grupo começou a tornar-se conhecido nas grandes capitais do país. A partir do ano de 2000, começa a incluir na agenda cidades de diversos estados brasileiros desde Fortaleza a Porto Alegre, dividindo o palco com grandes nomes da música nacional como Planet Hemp, Natiruts, Cássia Eller e Capital Inicial, além dos ícones internacionais do reggae como Israel Vibration e Alpha Blondy. Na discografia da banda liderada por Serginho, álbuns como ‘Adão Negro’ e ‘Pele Negra’ se tornaram os grandes sucessos, trazendo músicas como ‘Anjo Bom’, ‘Eu Lovei’, ‘Louco Louco’, ‘Bota Um’, ‘Boa Malandragem’, ‘Feed Back’, ‘Pele Negra’ e muitos outros.

Bemba Trio - O grupo é formado por Fael 1º, Russo Passapusso e DJ Raiz. A atração já tocou Brasil afora. Os artistas, sobretudo os vocalistas dão ênfase ao canto falado, valorizando histórias, palavras e sotaques regionais em suas letras e interpretações. Cabe ao DJ os beats e bases instrumentais com timbres e efeitos em dinâmicas conhecidas nos sound systems. O grupo mistura ritmos como Samba Reggae, Samba chula, Ragga, Repente e Miami bass.

FINALISTAS

As Ganhadeiras de Itapuã, guarda na memória um saber ancestral encantaram o público. O grupo é composto, na sua essência, por antigas lavadeiras da Lagoa do Abaeté. Elas lavavam e nos intervalos havia batuques, sambas de roda, cantorias e contavam histórias. O grupo é formado por vinte e cinco jovens e senhoras. Nas apresentações musicais ornamentam-se com roupas coloridas, pano da costa, torços e colares de sementes. É integrado, ainda, por oito músicos que tocam instrumentos de corda - violão, violino, viola, bandolim, cavaquinho, percussão, repique, atabaques, surdo, timbau, alfaia, tamborim, agogô, e sopro - flauta e pífanos.

Com mais de 12 anos de HIP HOP, Os Agentes tem o CD "Tudo Vai estar bem" como último trabalho. Com o clipe "História Real, Mjpop" receberam mais de 220 mil visualizações em uma semana. A banda nasceu em 2003 com o objetivo de ser a representação dos sentimentos das comunidades populares de Salvador e já dividiu palco com grandes nomes da música como Margareth Menezes, Scambo e Banda Radiola. O grupo apresenta canções com influência do Soul e Funk que casam com suas letras politizadas e cheias de relatos do cotidiano da juventude brasileira.

Nouve é comandada pelo MC Elimar Pereira Santos e pelo DJ Anderson Augusto Pereira dos Santos. A dupla atua a pouco mais de seis anos. Elimar Santos "Nouve" lançou o primeiro EP "Respirando a arte" há três anos. Este trabalho lhe rendeu mais de nove mil cópias vendidas no corpo a corpo. O lançamento desse EP, que foi produzido em São Paulo-SP por Tiago Munhoz (ContraFluxo/Mamelo SoundSystem) e pelo DJ Willian, alavancou os trabalhos de "Nouve" e foi uma porta de entrada dele no cenário nacional. Com o disco, ele se apresentou em shows e festivais com grandes nomes do Rap Nacional como Emicida, Kamau, Versu2, Lívia Cruz e Max BO em vários lugares do Brasil, dentre eles Alagoas, Pernambuco e São Paulo.

No comando dos irmãos Alisson e Angelo Lima, o grupo O Terreiro tem referência do reggae, rock e funksoul, além dos toques do candomblé. A partir do momento em que se organizaram com amigos, deram inicio ao processo de reaprendizagem da percussão que se escutava nos terreiros de candomblé, em composição com as canções e arranjos diferenciados. O primeiro Cd foi batizado de “Arte Sagrada”.

Pablo Pitombo no vocal, Osvaldo Segundo na guitarra, Fabio Rocha na bateria e Alexandre Processo no Baixo, a Efeito Manada tem como objetivo contribuir para o renascimento da cena rock de Salvador através da sua identidade autoral. Entre as referencias estão Audioslave, Cazuza e Incubus.

Em fevereiro de 2004, os amigos Josi Freitas e Kiko Cerqueira resolveram mesclar suas concepções musicais a fim de conceber uma sonoridade distinta e cheia de elementos rítmicos que tivessem suas raízes fincadas nas tradições culturais e musicais de norte a sul do país, além de influências da música cubana, africana e baiana, assim criaram O Preto Sábio. Existia uma necessidade de se criar algo novo com características que partissem de um só princípio: emocionar as pessoas que os ouvissem. No inicio do processo de formação do grupo foram realizadas algumas “audições”. No inicio a banda se chamava “The Black Root’s”, que em claro e bom português, significa: “O Preto Raiz”.

Música Ilimitada
No projeto, localidades de camadas populares funcionaram como polos musicais, nos quais três bandas se apresentaram e uma se classificou para ficar entre as dez, que disputam as seis vagas para a grande final. Os bairros Alagados, Sussuarana, Plataforma, Engenho Velho de Brotas, Cajazeiras, Itapuã, Tancredo Neves e Liberdade, em Salvador, além de Camaçari e Lauro de Freitas receberam o Musica Ilimitada. Das mostras foram classificadas dez bandas que foram submetidas à votação popular, através do site www.musicailimitada.com.br, que escolheu dus representantes, Ganhadeiras de Itapuã e Os Agente.

Na etapa inicial foram a voto popular: Giramente (Camaçari), Efeito Manada (Alagados), Os Agentes (Sussuarana), O Terreiro (Plataforma), Preto Sábio (Engenho Velho Brotas), Nouve (Cajazeiras), IV de Marte (Beiru), Ganhadeiras de Itapuã (Itapuã), Eric Almeida (Lauro de Freitas) e Balansoul (Liberdade). Para as finais, outras quatro foram indicadas por um júri formado por renomados profissionais da música baiana: Nouve e O Terreiro, que se apresentam na sexta-feira, dia 22 de maio, e Efeito Manada e Preto Sábio, que se apresentam no sábado. Entre os critérios de seleção, os jurados avaliarão interpretação, qualificação técnica do grupo, mérito artístico, autoralidade, originalidade e performance de palco. Os três primeiros colocados do festival serão contemplados com diversos prêmios para melhor gerenciamento de carreira.

MV Bill no Festival da Música Ilimitada
Atrações: Os Agentes, Nouve e O Terreiro Data: Dia 22 de maio (sexta feira)
Horário: a partir das 18 horas
Local: Cine Teatro Solar Boavista
Ingressos: R$ 15,00 (meia), R$ 30,00 (Inteira)
Vendas antecipadas no site do projeto e na Ticketmix

Adão Negro e Bemba Trio no Festival da Música Ilimitada
Atrações: Ganhadeiras de Itapuã, Efeito Manada e Preto Sábio
Data: Dia 23 de maio (sábado)
Horário: a partir das 18 horas
Local: Cine Teatro Solar Boavista Ingressos: R$ 15,00 (meia), R$ 30,00 (Inteira)
Vendas antecipadas no site do projeto e na Ticketmix