O Terreiro

Top oterreiro

 O Grupo Cultural Musical O Terreiro iniciou-se em 2009, na Cidade de Plástico – Ocupação Guerreira Zeferina, Periperi, Subúrbio Ferroviário de Salvador Bahia, quando Alisson Lima ativista cultural e vocalista, junto com seu irmão Angelo Lima (Boca) instrumentista e compositor musical, sentiram a necessidade de fazer naquele local onde viviam, uma música com mais liberdade, imparcial. Mesmo com a falta de recursos que os impulsionava utilizar instrumentos musicais bastante escassos em uma comunidade carente, o primeiro instrumento da banda foi recuperado do lixo (um atabaque encontrado no lixo e posteriormente reciclado).

Logo mais recolheram vários instrumentos usados reciclaram e criaram um tipo de instrumento de percussão, composto por: repique, cobel, tambor de alfaya (maracatu), surdão, tom, e prato, como se fosse uma bateria, porém toca-se de pé). Com a experiência de bandas anteriores (Banda Ativos Resistentes / Banda RECICLAGEM no Terreiro de Gaya) com a referência do reggae, rock, e funksoul, além dos toques do candomblé e com um repertório já existente entre os irmãos por conta da ligação desde infância com a música, pois seus pais e familiares regiam Fanfarras do Colégio Comercial de Periperi e Colégio Humberto de Alencar Castelo Branco, entre outras bandas musicais do bairro, os irmãos fundamentaram a “reciclomusica” da música popular brasileira usando a base percussiva para compor o ritmo unindo isso a cultura afro-descendente. A partir do momento em que se organizaram com amigos do próprio bairro, começa a fase de elaboração dos toques da banda, as aulas são ministradas por “Boca” dando início a um processo de reaprendizagem da percussão que se escutava nos terreiros de candomblé da cidade em composição com as canções, arranjos e criação de células percussivas afim de tornar possível a liberdade na execução final.

Curta

facebook

Ouça

 

Veja